Eba!

Ela ainda esperava o Natal chegar e achava a época mais bonita do ano.
Não querem Deus nas nossas vidas, cada dia nos fazem acreditar menos nEle – mas ela acreditava!
Pela primeira vez ia celebrar o Advent (do latim adventus que significa “chegada”, pelo menos foi o que leu no google). Ganhou as 4 velas para acender cada uma nos 4 domingos que antecedem o dia 25/12 e adorou. Ia exagerar nas luzes dos enfeites, e sentia-se iluminada, de fato.
Apesar das lembranças do passado se misturarem ao presente, e principalmente do último ano em que na véspera do natal uma luzinha da família se apagou tão tragicamente num acidente de carro fatal, ia lembrar das coisas boas…
Dias de folga a aguardavam, ia começar a arrumar a casa e entrar no clima.

Wham – Last Christmas

  • curti (4)

A pedra

pedra-no-caminhoimagem via

Havia uma pedra no caminho…
e ela representava ainda muitos dias de paciência, gentilezas, atenção, deixa pra lá, profi acima de tudo, e o velho e bom humor para quebrar a barreira da grosseria e da arrogância… se esforçaria, ainda tinha um quilo desses, às vezes, inimagináveis conteúdos de defesa. Já tinha gasto alguns ao longo do tempo, mas nada que na sua bagagem não tivesse um pouquinho a mais…
Um belo dia de sol e um horizonte novo se abriria, com certeza.

The Corrs – Dreams

  • curti (3)

Tô pensando…

opinionimagem via

 “A opinião é realmente a mais baixa forma de conhecimento humano, não exige responsabilidade, nem compreensão. A forma mais elevada de conhecimento é a empatia, pois exige que suspendamos nossos egos e vivamos no mundo de outra pessoa, requerendo um entendimento profundo, e de propósito maior do que o ego.”
(Bill Bullard)

Tem muita opinião para pouca empatia, assim como ego à solta.
Difícil opinar… meu ego sempre fala mais alto, e rio ou choro (de tanto rir – e eu respeito muito minhas risadas rss.)
O que fazer, então?

  • curti (3)