Um trecho

O impostor é uma falsa versão de nós mesmos, e foi exatamente assim que comecei a viver. Fingia ser feliz quando estava triste, fingia ter êxito quando estava decepcionado, fingia até mesmo ser gentil, quando, por dentro, o sentimento era de raiva. Viver assim, entretanto, só machuca.
Lista de como um impostor se comporta:
O impostor vive no medo.
O impostor vive consumido pela necessidade de aceitação e aprovação.
O impostor depende dos outros, isto é, ele perdeu contato com seus próprios sentimentos.
A vida do impostor é um vaivém de euforia e depressão. O impostor é aquilo que faz.
O impostor quer ser notado.
O impostor não consegue experimentar a intimidade em nenhum relacionamento.
Por fim, mas não menos importante, o impostor é um mentiroso.

(O autor era um escritor americano e sacerdote)

The Cranberries – Linger

  • curti (0)

Permissão

“A vida do outro, a casa do outro, o coração do outro, são todos templos sagrados que se pede licença para entrar; licença essa concedida depois de instalada a confiança, o carinho, a verdade. Sem essas preciosas chaves, qualquer intromissão é forçada, é indelicada, é errada.”

Atlantic Starr - Always

  • curti (0)

Máscara de mim


Se perguntarem por mim digam que parti, nem sequer sabem se volto.
Escurecida por dentro, terei de ir à procura de luz, dessa luz que me fugiu e me apagou…
Talvez a possa encontrar se me encontrar.
Por onde andará a máscara de mim?
Talvez a primavera que floresce sem precisar de chuva, na sua perfumada nudez seja capaz de me oferecer pingos de cheiros, pinceladas de cor, poemas azuis que me desentristeçam.
As flores das mimosas e das magnólias, breves alegrias, ausentaram-se para parte incerta e deixaram saudades.
Muitas, mais tardias e duradouras tagarelam entre si nas manhãs lisas e frescas.
Olho-as longamente querendo levar comigo o deslumbramento do colorido que me enterneceu em todos os anos que se foram.
Caminho devagar, ideias desalinhadas, coração a segredar
não esqueças as raízes que criaste
não esqueças os amores perfeitos
não esqueças os sonhos sonhados…
Um vento de chama violeta desassossega-me os cabelos uma gaivota vigia-me das alturas.
Estou cansada…
Sou um rio a correr para o mar e tenho frio.
Sou uma sombra e tenho sede.
Por onde andarei?
Sem norte, meio perdida, se alcançar o mar o meu mar olhar-me-á olhos nos olhos ou não me reconhecerá?
E tu, meu amor de sempre, darás à máscara de mim a luz que lhe fugiu e o colo que nunca lhe negaste?

autoria: Maripa, do blog
O Mar me Quer

  • curti (0)

Dos detalhes

Você escolhe o que quer ver de acordo com as suas preferências. Se achar um rosto atraente ou muito diferente dos outros, seus olhos se voltarão para ele, ignorando os demais. Esteja atento a essa tendência, pois você pode acabar ignorando detalhes tão interessantes quanto aqueles que lhe parecem mais atrativos à primeira vista.

Trecho do livro “Turbine sua memória”.

Acho que essa tendência é com tudo, não somente com rostos, por isso gosto de olhar e reolhar 😉

  • curti (0)

Um grande homem

Nós homens nos caracterizamos por ser o sexo forte, embora muitas vezes caiamos por debilidade.
Um dia, minha irmã chorava e observei que meu pai chegou perto dela e perguntou o motivo de sua tristeza. Escutei-os conversando por horas, mas houve uma frase tão especial que meu pai disse naquela tarde, que até o dia de hoje ainda me recordo a cada manhã e me enche de força. Meu pai acariciou o rosto dela e disse: “Minha filha, apaixone-se por um grande homem e nunca mais voltará a chorar”.
Perguntei-me tantas vezes qual era a fórmula exata para chegar a ser esse grande homem e não deixar-me vencer pelas coisas pequenas… Com o passar dos anos, descobri que se tão somente todos nós homens lutássemos por ser grandes de espírito, grandes de alma e grandes de coração, o mundo seria completamente diferente!  Aprendi que um grande homem não é aquele que compra tudo o que deseja, porque muitos de nós compramos com presentes a afeição e o respeito daqueles que nos cercam.
Meu pai lhe dizia: “Não se apaixone por um homem que só fale de si mesmo, de seus problemas, sem preocupar-se com você… Enamore-se de um homem que se interesse por você, que conheça suas forças, suas ilusões, suas tristezas e que a ajude a superá-las. Não creia nas palavras de um homem quando seus atos dizem o oposto. Afaste de sua vida um homem que não constrói com você um mundo melhor. Ele jamais sairá do seu lado, pois você é a sua fonte de energia… Fuja de um homem enfermo espiritual e emocionalmente, é como um câncer matará tudo o que há em você (emocional, mental, física, social e economicamente). Não dê atenção a um homem que não seja capaz de expressar seus sentimentos, que não queira lhe dar amor. Não se agarre a um homem que não seja capaz de reconhecer sua beleza interior e exterior e suas qualidades morais. Não deixe entrar em sua vida um homem a quem tenha que adivinhar o que quer, porque não é capaz de se expressar abertamente. Não se enamore de um homem que ao conhecê-lo, sua vida tenha se transformado em um problema a resolver e não em algo para desfrutar. Não se apaixone por um homem que demonstre frieza, insensibilidade, falta de atenção com você, corra léguas dele. Não creia em um homem que tenha carências afetivas de infância e que trata de preenchê-las com a infidelidade, culpando-a, quando o problema não está em você, e sim nele, porque não sabe o que quer da vida, nem quais são suas prioridades. Por que querer um homem que a abandonará se você não for como ele pretendia, ou se já não é mais útil? Por que querer um homem que a trocará por um cabelo ou uma cor de pele diferente, ou por uns olhos claros, ou por um corpo mais esbelto? Por que querer um homem que não saiba admirar a beleza que há em você, a verdadeira beleza… a do coração?”
Custou-me muito compreender que grande homem não é aquele que chega no topo, nem o que tem mais dinheiro, casa, automóvel, nem quem vive rodeado de mulheres, nem muito menos o mais bonito. Um grande homem é aquele ser humano transparente, que não se refugia atrás de cortinas de fumaça, é o que abre seu coração sem rejeitar a realidade, é quem admira uma mulher por seus alicerces morais e grandeza interior. Um grande homem é o que cai e tem suficiente força para levantar-se e seguir lutando…
Hoje minha irmã está casada e feliz, e esse grande homem com quem se casou, não era nem o mais popular, nem o mais solicitado pelas mulheres, nem o mais rico ou o mais bonito. Esse grande homem é simplesmente aquele que nunca a fez chorar… é quem no lugar de lágrimas lhe roubou sorrisos… sorrisos por tudo que viveram e conquistaram juntos, pelos triunfos alcançados, por suas lindas recordações e por aquelas tristes lembranças que souberam superar, por cada alegria que repartem e pelos 3 filhos que preenchem suas vidas. Esse grande homem ama tanto a minha irmã que daria o que fosse por ela sem pedir nada em troca… Esse grande homem a quer pelo que ela é, por seu coração e pelo que são quando estão juntos.
Aprendamos a ser um desses grandes homens, para vivenciar os anos junto de uma grande mulher e nada nem ninguém nos poderá vencer.

  • curti (1)

Mudar

Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade. Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa. Mais tarde, mude de mesa. Quando  sair, procure andar pelo outro lado da rua. Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa.
Tome outro ônibus. Mude por uns tempos o estilo das roupas. Dê os teus sapatos velhos. Procure andar descalço alguns dias. Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia, ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos. Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda. Durma no outro lado da cama… depois, procure dormir em outras camas. Assista a outros programas de tv, compre outros jornais… leia outros livros. Durma mais tarde. Durma mais cedo. Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua. Corrija a postura. Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes, novos temperos, novas cores, novas delícias.  Tente o novo todo dia, o novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo jeito, o novo prazer, a nova vida. Tente.
Busque novos amigos. Faça novas relações. Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes, tome outro tipo de bebida, compre pão em outra padaria, almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa. Escolha outro mercado… outra marca de sabonete, outro creme dental… tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores. Vá passear em outros lugares. Ame muito, cada vez mais. Troque de bolsa, de carteira, de malas, troque de carro, compre novos óculos. Jogue os velhos relógios, quebre delicadamente esses horrorosos despertadores. Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros, visite novos museus.
Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as. Seja criativo. E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino. Experimente coisas novas. Troque novamente. Mude, de novo. Experimente outra vez. Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa. O importante é o movimento, o dinamismo, a energia – só o que está morto não muda! Repito por pura alegria de viver: a salvação é pelo risco, sem o qual a vida não vale a pena!!!!

  • curti (1)

Obrigada, mãe

Mãe, a vida tem compromissos urgentes e sérios. Obrigada por ter me avisado e me mostrado cada um deles. Obrigada por não ter omitido de mim as durezas do mundo. Obrigada por não ter me protegido. Você preferiu as hipérboles do que os eufemismos. Sempre te achei exagerada. Dramática. Eu sei que não foi fácil para você assistir cada queda, cada erro meu. Sei que eu quis te culpar por não ser como as outras mães que afagavam as filhas. Você foi forte. Você me deixava chorar sozinha e depois passava Merthiolate. Merthiolate ardia “pra caramba”, mãe. Você dizia que se eu esperneasse era pior. Ainda posso ouvir você me dizer isso. Até hoje, se eu espernear é pior. A vida é um grande levanta-e-cai. Mãe, obrigada por não ter montado um quarto cor de rosa para mim. Obrigada por não construir um castelo ilusório ao meu redor. Obrigada por ter comprado mais pares de livros do que pares de brinquedos. Obrigada por me mostrar que o pão custava muito, que precisava diminuir o tempo no banho para economizar energia. A vida tem um custo alto, mãe. Ainda bem que você não criou uma princesa. Eu não saberia fritar um ovo, miojo seria meu prato principal. Ainda bem que você não sustentou nenhuma vaidade, porque me fez ver que eu era maior que isso. Você me criou para o mundo, e este, o mundo real, não poupa as princesas. Obrigada por não ter me criado para esperar o príncipe do cavalo branco que resolveria todas as minhas aflições. A vida quer da gente é peito aberto, coragem e a cara para bater. Mãe, minha cara está dormente, mas não desisto não. Eu tropeço tantas vezes e tantas me reequilibro de novo. Mãe, eu mato a barata com medo mesmo. Eu desafio a esfinge com medo mesmo. Eu encaro o dragão com medo mesmo. Do jeito que sei e posso. O que não posso, mãe, é negar você três vezes. Negar o que você me ensinou. Obrigada por não ter criado uma princesa.

Texto “Obrigada por não ter criado uma princesa”, de Maria G. Verediano – via.

  • curti (2)

Um trecho

Compaixão é o desejo de amparar, nos demais, o mesmo desamparo que existe em nós. Ela também é a compreensão de que o desamparo de todos é igual, ainda que os problemas de cada um sejam diferentes. Não importa a natureza dos problemas que causam o desamparo: a compaixão faz perceber que o desamparo é sempre igual e existente em todos.

[Trecho do texto “A Cura do desamparo é a compaixão”, de Daniel Grandinetti, Psicólogo Clínico.]

  • curti (0)