Caminhos

Caminhei onde quis.
Caminhei também onde nunca queria ter caminhado.
Machuquei meus pés em pedras duras e meu coração em espinhos profundos. Desanimei minha fé por tantas vezes…
Enfureci minha confiança depois de entregá-la a quem nunca a mereceu.  Ensurdeci meus ouvidos depois de tantas mentiras que ouvi.
Sorri muitas vezes com o rosto molhado por lágrimas.
Deixei algumas vezes de ser ‘eu’ para ser outro alguém que na verdade nunca existiu.
Só aprendi a caminhar sem medo, quando entendi que essa é a nossa  missão, independente dos medos, erros, acertos, alegrias e tristezas,  assim se fazem os caminhos, as histórias. Como poderia contar um dia, se não a vivesse como vivi?
Sei que meus caminhos ainda são longos, mas dentre todos os caminhos  que me indicaram, que mandaram eu seguir, que disseram que estava  errado, que me disseram que era o mais longo ou o mais rápido, de todos  os caminhos com pedras ou espinhos, quero caminhar o meu caminho. Vou  chegar lá.

  • curti (1)

It`s cold outside!!

Essa foto foi no verão, uma paisagem bem diferente de hoje…
O inverno aqui é rigoroso, hoje mesmo bem típico, então nessa época assisto mais filmes/séries que o normal. São momentos de completo relaxamento…
Vou deixar o nome de alguns que considerei os “filmes/séries do ano de 2018”. Nem todos foram feitos em 2018, mas assistidos. Se quiser deixar uma indicação, fique à vontade.

Filmes:
A Família Bélier (francês, comédia, drama)
Nise, o coração da loucura (brasileiro, biografia, história)
Passageiros (aventura)
Sem retorno (ficção científica)

Séries:
Game of Thrones (aventura, drama, fantasia)
Gotham (policial, suspense)
Lucifer (fantasia, policial)
Westworld (drama, ficção científica, faroeste)

  • curti (1)

“Desconstruções”

Os desonestos do amor são aqueles que fabricam idéias e atitudes, até que um dia cansam da brincadeira, deixam cair a máscara e o outro fica ali, atônito. A gente resiste muito a aceitar que alguém que amamos não é, e nem nunca foi, especial.
Que sorte quando a gente sabe com quem está lidando: mesmo que venha a desamá-lo um dia, tudo o que foi construído se manterá de pé.

Trecho da crônica “Descontruções”, via

Always with me always with you – Joe Satriani

  • curti (1)

“Não estás deprimido, estás desocupado”

Não estás deprimido, estás desocupado.
Ajuda os velhos e os jovens te ajudarão quando for tua vez. Aliás, o serviço prestado é uma forma segura de ser feliz, como é gostar da natureza e cuidar dela para aqueles que virão. Dá sem medida, e receberás sem medida. O bem é maioria, mas não se percebe porque é silencioso. Uma bomba faz mais barulho que uma carícia, porém, para cada bomba que destrói há milhões de carícias que alimentam a vida.

Trecho do texto “Não estás deprimido, estás desocupado” de Fecundo Cabral, poeta e escritor argentino.

Wake me up – Avicii

  • curti (2)